Ver documento como PDF Ver página web como PDF Conteúdo     Sve Eng Esp Port  
Manual metodológico
O Manual Metodológico
Pensamentos sobre a cooperação para o desenvolvimento
Teoria e conceitos
Desenvolvimento de organizações
Métodos de análise
Análise do contexto
Análise da organização
Introdução sobre uma análise de organizações, objetivo e participação
Análise simples da organização através da FOFA
A Teia
Outras ferramentas de análise de organizações
Planejamento, monitoramento e avaliação
Métodos da Svalorna LA
Métodos da Terra do Futuro
Métodos do SAL

Análise simples da organização através da FOFA

FOFA – Entendendo as nossas fortalezas, fraqueças, oportunidades e ameaças.

(FOFA é ingles por Fortalezas, Fraqueças, Oportunidades e Ameaças (Strengths, Weaknesses, Opportunities and Threats). Em português, o método se chama FOFA.)

A FOFA é uma ferramenta simples e bem conhecida para planejamento estratégico, na qual se identifica pontos fortes e pontos fracos e examina oportunidades e ameaças. A ferramenta ajuda a organização a conhecer, de forma realista, o que podem fazer a partir dos pontos fortes e pontos fracos e enfocar nas oportunidades.

A FOFA é especialmente adequada para análises rápidas. Os participantes o acham fácil de aprender e que engaja. Mas, exatamente como com outras ferramentas de análise, a FOFA em si não dá respostas mágicas aos problemas da organização. É uma ferramenta que facilita a organização de informação e que esboça um cenário para o futuro o que, de sua vez, facilita a elaboração de planos e o desenvolvimento da organização em geral. A maior desvantagem com a FOFA é que é percebida como muito subjetiva. A FOFA não se baseia numa série de perguntas previamente definidas, o que pode significar que os sócios não mencionam pontos fracos não percebidos. Certas pessoas argumentam que a ferramenta deve ser utilizada com muito cuidado e que não se deve confiar muito nela.

Um grupo, com vantagem composto por pessoas chaves, utilizam um matriz para identificar as fortalezas, fraqueças, oportunidades e ameaças da organização. Os pontos fortes e fracos identificam a capacidade interna da organização. Através de uma série de perguntas os participantes medem a temperatura de como a organização funciona hoje. Este nível reflete assim uma análise da organização fácil de visualizar. As oportunidades e ameaças examinam os fatores externos, isto é, influencias do mundo ao redor que têm ou pode ter um impacto forte na organização. Assim, esta parte pode se chamar uma análise simples do contexto e pode ser ilustrado através da figura em baixo:

FOFA

A análise FOFA inicia-se com uma discussão no grupo sobre os objetivos da atividade, o que queremos com a análise FOFA. A seguir, o facilitador convida o grupo a participar de uma ”tormenta de idéias”, na qual os quatro aspectos são tratados, um após o outro. As respostas podem ser dadas em grupo ou individualmente. Os participantes devem responder as perguntas a partir de eles mesmos. O facilitador estimula exemplos realistas. O grupo pode priorizar as respostas ou numerá-las em relação à sua importância. As propostas e pensamentos são anotados para serem melhor explicadas mais tarde. O facilitador deve chamar a atenção às soluções e idéias que aparecem ao longo da discussão, por exemplo: ”O que pode ser incluído na estratégia para que os nossos pontos fracos sejam minimizados? Como vamos aproveitar os nossos pontos fortes no plano de ação?”. Quando terminar a análise, se volta à pergunta inicial sobre como o grupo pretende dar continuidade aos resultados.

Uma tendência é que o grupo tenha dificuldades para separar as perguntas sobre a capacidade interna (pontos fortes e pontos fracos) contra fatores externos (oportunidades e ameaças). O que se percebe sobre pontos fortes não é a mesma coisa de oportunidades. Oportunidades são influências do mundo ao redor que a organização deve adquirir, por exemplo: ”Os sócios percebe os bons contatos com o poder público local como uma força que facilita o futuro trabalho de campanha da organização sobre assuntos da juventude da comunidade. Uma oportunidade para o futuro trabalho de campanha da organização é a nova legislação sobre os direitos dos jovens que entrará em vigor durante o ano”. No exemplo, o facilitador agora deveria dirigir o grupo para pensar como a organização deverá continuar a construir em cima das oportunidades existentes, e uma idéia poderia ser: ”A organização deve acompanhar o desenvolvimento da legislação nova, buscar conhecimento e perfilar seu trabalho de campanha ainda mais”.

Áreas de uso

A análise FOFA dá uma imagem rápida da avaliação que os próprios participantes fazem da organização (ou grupo, projeto ou certa parte da organização) e seu ambiente. A FOFA pode ser utilizada em todos os contextos possíveis:
  • Durante todo o ciclo do projeto;
  • Para desenvolvimento pessoal;
  • Como ”aquecimento” antes do planejamento;
  • Para analizar uma questão geral;
  • Para aprofundar e analizar um detalhe.

Fontes:

  1. “Ferramentas para políticas de impacto: um manual para pesquisadores” www.eldis.org/cf/search/dis...
  2. www.mindtools.com/SWOT.html
  3. www.marketingteacher.com/Le...